Nascer Sorrindo

Liberdade

Hoje fiquei pensando muito sobre bebês, mas especificamente no nascimento, sabemos que ficamos no ninho materno por nove meses e o dia e hora que nascemos isso é com DEUS e quando estamos prontos para vir ao mundo, certo?…….. Não isto não é mais certo.

Agora quem decide a hora , o dia e quando vamos nascer são os pais, as conveniências do médico e a disponibilidade dos hospitais.

A grande maioria da geração que esta tendo filho agora, nasceu de parto normal ou cesáreo ( devido as condições), mas foi quando chegou a hora, quando estávamos prontos para enfrentar o mundo.

Hoje as crianças já nascem com hora marcada, ou seja, já estão desde o seu nascimento escravas de horários e o que é pior de terceiros.


No livro Nascer Sorrindo de Frederick Leboyer, ele revela o quanto é difícil para a criança, o nascimento, na verdade é o primeiro obstáculo que ela enfrenta, sua primeira grande vitória, que é passar pelo canal vaginal e descobrir  a luz, a vida e o quanto esta passagem vai influenciar  sua vida!

Sei que, nós mulheres ficamos com medo da dor do parto e alguns até falam que é pré histórico termos o parto normal, mas temos nove longos meses para nos prepararmos e existe a analgesia quando a dor não é suportável.

Quando decidimos a hora, o dia e como nossos filhos iram nascer estamos sendo egoístas , pois pensamos nas nossas conveniências e não no seu bem estar.

Agora o que eu sei é que não há nada comparado nesta vida do que após o parto pegarmos nosso filho junto ao peito e sentir o seu calor , o seu cheiro, beijar e chorar ao mesmo tempo e dá de mamar ali mesmo na hora do seu nascimento.

Eu tenho dois filhos, uma menina e um menino e os dois foram de parto normal, logo no inicio da gravidez conversei com o meu médico que queria parto normal,  se possível, e também falei sobre algumas idéias que eu tinha; queria levar um som para a sala de parto e colocar uma música especial  bem baixinha e também que na hora que ele nascesse a luz deveria ficar suave . Dr. Haroldo Fernandes foi maravilhoso me ouviu e respeitou minhas vontades, até hoje ele comenta o meu parto, pois foi exatamente como eu quis. E no hospital ALIANÇA.

Será que a liberdade não começa com o nascimento? Com o nosso primeiro vôo para respirar sem ajuda?

Por que será que nos países ditos desenvolvidos o parto normal é comum e  aqui no Brasil o normal é marcar hora ?

Beijos

Lili


Anúncios

4 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Lus Campos (Blind Joker)
    ago 21, 2009 @ 20:07:27

    Ol, Lli
    Gostei do texto, mas fiquei aqui pensando que, com sua V Nair isto no daria certo: antes de acabar
    a msica ela j estaria esperando outro filho. Sua Av Nair teve 19 filhos… a nica msica que ela
    escutava era a voz do seu Av: “Vem pra cama, Nair, vem amor”!
    Beijo, extensivos s crianas e abrao no Alexandre.
    Seu Tio Lus… o Blind Joker.

    Responder

  2. Ale
    ago 25, 2009 @ 23:42:29

    Nascer, viver, são duas coisas muito parecidas.
    Nascer pela vontade dos outros.
    Viver de acordo com a opinião dos outros.
    Acho que todos, em sã consciência, preferem viver livremente, de acordo com suas vontades.
    Por que isso não ocorre?
    Por que levamos nossas vidas de acordo com as conveniências, o que nos deixa tristes?
    Viva intensamente suas vontades.
    Ótimo texto, amor.

    Responder

  3. Pat Guanais
    set 25, 2009 @ 23:03:29

    Li querida!

    Que bom te (Re)encontrar nesse universo virtual!!!
    Tanto tempo sem notícias, sem contato e tantas lembranças gostosas, de tempos que deixam saudades…
    Gostei muito dessa sua reflexão sobre o nascimento. Depois de 2 perdas fui abençoada com uma criança linda, tranquila, que tem sido a luz da nossa existência! Ela – Fátima – veio ao mundo no seu tempo, acompanhada por uma doula, através de um parto normal que nem sequer precisou de analgesia. Para mim foi uma experiência reveladora. Me senti forte, capaz, mulher e bicho. Foi sensacional, com todas as “dores” que fazem parte dessa chegada. É uma pena que muitos mitos trazidos pela medicina (que muitas vezes só pensa em sua conveniência) “assuste” tanto às mulheres. E ao contrário do que muita gente imagina a sexualidade pós parto normal só melhora!!!! (ninguém fala sobre isso né?). Mais uma vez bom conhecer esse seu espaço! Bjs querida – Pat

    Responder

  4. Frank Botega
    mar 30, 2011 @ 18:57:47

    Minha esposa quer cesárea.
    Estou tentando mudar a cabeça dela, vamos ver se eu consigo hehehe

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: